Para você conseguir realizar projeções no mercado imobiliário e entender as expectativas do mercado é necessário estudar comportamento e o que tem acontecido socialmente. Nesse artigo, compartilho alguns pontos importantes para preparação do mercado imobiliário.

Você teve um estoque reduzido porque teve pouca oferta, porque o mercado reprimiu os incorporadores, os construtores e loteadores e até mesmo os investidores ficaram bastante inseguros com essa incerteza do mercado econômico e principalmente imobiliário.

Então, pouca oferta, a demanda sempre existiu e aí foi absorvendo o estoque existente, os produtos que já estavam no mercado, esse é o primeiro ponto.

Segundo ponto, a gente, independente, até o momento em que nós estávamos vivendo do auge, já existia déficit habitacional. Então, hoje o déficit é ainda maior, ou seja, tem um déficit habitacional.

Terceiro, se você pegar o histórico dos últimos três aos últimos cinco anos, a gente teve uma média de 650 a 750 mil novos casamentos por ano. Terceiro ponto: quem casa quer casa.

Quarto item, nós temos em média de 180 a 250 mil novos divórcios todos os anos, quem divorcia também quer outra casa, por quê? Você está acostumado a viver dez, 15, 20 anos fora da casa dos seus pais, você separa você não quer voltar para a casa dos seus pais, você quer liberdade.

Então nós temos os que nós chamamos de consumidores sazonais e temporais, o que é que significa isso?

O cara que ele fica rico e ele não vai querer morar naquele bairro aberto, não vai querer morar naquela casa que ele vivia lá, então o cara quando ele vai economicamente aumentando de classe social, saindo da D para C, da C para a B, da B para A, ele vai querendo trocar.

Aquela teoria, “se eu ficar milionário, eu continuarei do mesmo jeito”, mentira, vai trocar de casa, vai trocar de bairro, vai trocar de escola, vai trocar de carro, vai trocar de restaurante que frequenta, vai trocar de tudo.

Então, ou seja, nós temos cinco pontos, o cara que também ele perde dinheiro, infelizmente, nós vivemos isso no mercado de crise, muita gente morando em casas de 3, 4 milhões, ou 1 milhão ou 500 mil, precisando se desfazer, porque o condomínio acabava sendo alto.

Dessa forma, ele vai ter que vender aquele imóvel, gera uma oferta no mercado, gera uma negociação, gera uma possibilidade e ele vai ter que adquirir um novo imóvel, gera uma nova demanda, gera uma nova negociação, gera uma nova necessidade.

E nós temos vários outros cenários que nós podemos citar, mas só aqui se a gente pegar só nessa mão, cinco, seis itens, já mostra que nós vamos ter um aquecimento muito forte.

O que tudo isso significa para você, que trabalha no mercado imobiliário?

Invista em conhecimento, acelere as suas estratégias, tenha uma boa gestão, se não tem aprenda uma boa gestão, tenha boas fermentas a disposição e faça bom uso da tecnologia.

Estar atento para as necessidades do mercado se preparar para isso é fundamental!


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast, sócio fundador do Instituto Êxito.

 Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial        

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.