Planejamento, estratégia e demandas no mercado imobiliário

A maioria dos empreendedores está pensando pura e simplesmente no produto dele, então quando ele olha no loteamento, no condomínio ou em uma comunidade planejada, ele tem a tendência de só olhar o parcelamento de solo, de só olhar de repente se ele vai colocar um street mall, se ele vai colocar uma área de lazer, ele só olha dentro daquele quadrado no qual ele já está acostumado a olhar.

Mas, existe uma sistemática muito maior do que isso: qual é o vetor de crescimento? Qual é o público-alvo?

Por exemplo, tem várias cidades e regiões onde um empreendimento criou um novo vetor de crescimento para aquela faixa. Tem outras regiões que foi inserido um condomínio de um padrão diferente dos outros condomínios já existentes dentro daquele mesmo bairro.

“Se a gente conseguir um bairro onde haja uma diversidade de renda” afirma José Rocha, um dos maiores players de comunidades planejadas do Brasil, “as famílias vão crescendo, um irmão tem um sucesso financeiro diferente do outro, um vai ser funcionário público, o outro virou empreendedor, então um está melhor financeiramente, mas eles são irmãos, eles viveram uma vida inteira, tem a sinergia da família. Nada melhor do que você ter um imóvel que seu irmão possa estar morando de você e você possa estar morando melhor, porque afinal de contas, você pode pagar uma casa maior e etc., mas nem por isso vocês estão em bairros diferentes, em um mundo diferente.”.

Ou seja, tem que ter uma visão mais macro dentro do setor imobiliário para quem deseja empreender e pensar fora da caixa, fazer diferente, inovar e trabalhar com comunidade planejada.

E isso se começa ao fazer uma pesquisa para ter um planejamento muito mais estratégico e, também, é necessário ser um pouco mais ousado para ter coragem de falar: “não, aqui eu vou criar uma nova demanda”.

Pensar do mesmo jeito sempre pode limitar completamente a sua possibilidade de atuação e empreendedorismo, especialmente no mercado imobiliário que tem se inovado cada vez mais.

Encarar novas formas de você criar e, especialmente, de produzir novas demandas.


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast, sócio fundador do Instituto Êxito.

 Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial        

Princípios para transformar comportamentos para o sucesso

De nada adianta você desejar o sucesso, mas não agir para que ele ocorra. Ajustar tanto a nossa mentalidade quanto os nossos comportamentos é uma tarefa essencial para toda pessoa que deseja empreender e fazer a diferença na própria vida, pessoal e profissional.

Ao longo da minha trajetória, vou buscando aprender cada vez mais e agir de acordo com princípios que me ajudam a chegar ao topo. E, hoje, vou compartilhar neste artigo 3 grandes princípios que você pode começar a aplicar também a sua vida e que, com toda certeza, fará grande diferença para alcançar os resultados que você deseja obter.

Princípio de ser melhor a cada dia

A ideia aqui é hoje ser melhor do que ontem e amanhã ser melhor do que hoje. É o princípio kaizen, que surgiu no Japão e visa à melhoria gradual e continuada, tanto de processos produtivos e sistemas quanto de pessoas. A essência desse pensamento incorpora a melhoria constante porque, ao aplicá-la, você sempre estará empenhado em crescer, em desenvolver-se, em buscar novas ferramentas para fazer melhor o que faz. A cada ano você incorpora um novo conhecimento e expande sua visão de mundo. Como você imagina que vai estar dentro de dez anos?

Princípio das conexões

Crie conexões, redes de contato, faça networking. É muito importante ter uma rede de contatos e parceiros que vão potencializar e contribuir para a chegada ao seu objetivo. Relacionar-se com pessoas estratégicas dentro do escopo dos seus projetos é um dos melhores facilitadores do sucesso. Crie conexões estratégicas, tenha um grupo de relacionamentos que agregue valor à sua vida, à sua jornada, à sua busca pelos resultados expressivos que você quer conquistar.

Princípio da contribuição

Contribua para o bem de todos. Não se trata simplesmente de contribuição financeira, mas sim de contribuir em tudo, de forma mais ampla. Podemos contribuir com todos e a todo momento, seja ouvindo as pessoas, sendo solícito, sendo prestativo, seja simplesmente estando disponível para que alguém possa se sentir confortável com nossa presença. Além do mais, a teoria da reciprocidade diz que, quanto mais você doa e ajuda, mais recebe. É a lei do retorno, da ação e reação, aplicada à nossa vida, da qual não temos como escapar.

Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: 
https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, sócio fundador do Instituto Êxito fundador da Neximob, palestre e autor do best-seller “Kintsugi: o poder de dar a volta por cima” e “Desvendando a Caixa Preta do Sucesso”, além de estar lançando seu novo livro do mercado imobiliário: “O Poder do Método”. Ele possui um conjunto de páginas de empreendedorismo com mais de 3 milhões de seguidores e mais de 35 milhões de impressões mês.

Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial       

A importância da autoridade no mercado imobiliário

Se você já estudou um pouco sobre marketing digital, com certeza essa palavra apareceu: autoridade. Mas, afinal, o que é isso? E como você pode aplicar esse conceito dentro do cenário imobiliário?

O que é autoridade?

Hoje, o termo autoridade é aquela figura que tem propriedade, mas que tem uma exposição diferente, que acaba se tornando alguém conhecido dentro do meio em que ela atua.

Por exemplo, existem vários médicos que geram conteúdo na internet, dentro do meio da saúde, do bem estar, ele é considerado uma autoridade.

Mas, no nosso mercado imobiliário, ainda tem poucas autoridades. E também pessoas que talvez não tenham tanto conhecimento, mas o fato de estar gerando conteúdo na internet, já está gerando essa autoridade e tudo bem, porque nós precisamos de mais gente gerando conteúdo.

E essa é a palavra chave para quem deseja construir a sua autoridade na internet: geração de conteúdo.

É gerando conteúdo que você começa a mostrar que você tem algo a oferecer, algo que pode ajudar e essa pessoa, que é alguém que faz parte do seu público e que está interessada no que você tem a falar, passa a te ouvir e a confiar no que você tem a dizer.

O Sergio Langer, um dos maiores nomes do marketing imobiliário atualmente, em uma entrevista realizada, disse o seguinte a respeito da construção de autoridade:

“Autoridade, ela é construída, ninguém vai lá, instala um aplicativo, um software e vira uma autoridade. Uma autoridade é algo que leva tempo, às vezes anos, para você criar uma autoridade e é muito fácil você perder essa autoridade. Quando você tem a autoridade, você ganha algo do seu ouvinte, do seu consumidor, que é confiança.”

E o benefício de todo esse trabalho para a construção da sua autoridade são mais negócios, novas oportunidades, mais networking, uma precificação melhor de um produto que você queira oferecer. Afinal, você tem um elemento chave: a confiança.


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast, sócio fundador do Instituto Êxito.

 Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial        

Como usar influência para negociar?

O negociador, além de ser persuasivo, deve alicerçar seus argumentos com um conjunto de pilares. Um desses pilares é a influência

Influenciar é ter ascendência psicológica sobre o outro, é fazer com que alguém pense ou se comporte de determinada maneira. Do jeito que você acha ser melhor. O bom negociador é aquele cara que influencia pessoas. Sua capacidade de influenciar se revela no dia a dia com sua equipe: você consegue fazer com que cada um jogue suando a camisa e acreditando firmemente nas suas instruções.

Só é possível exercer influência quando você tem autoridade e poder. Exemplo clássico: você está na praia e resolve improvisar uma partida de futebol. De repente chega ali o Cristiano Ronaldo, que estava passeando por perto, vê o movimento e resolve participar. O líder do time adversário treme, pois você ganhou no par ou ímpar e teve o privilégio de escolher um craque daquele nível. Para quem você passa a bola logo de cara quando a pelada começa?

Quem tem mais autoridade inspira confiança. Autoridade é um gatilho mental fortíssimo para vencermos em uma negociação. Gatilhos mentais são mecanismos psíquicos que ajudam o cérebro a tomar decisões mais rapidamente, em meio a tantas outras demandas do dia a dia. Use e abuse desses gatilhos.

Mostre sua autoridade.

As pessoas em geral tendem a seguir e respeitar a opinião de determinadas pessoas em quem acreditam. Cite e mostre seus resultados, seus cases de sucesso, seu know-how. Nunca se esqueça disso na hora de negociar com alguém. Tendo sua autoridade reconhecida por seu interlocutor, você ganha força na negociação.

A credibilidade dos argumentos é um trunfo importantíssimo dos bons negociadores, principalmente se for bem planejada. Reúna informações que se mostrem confiáveis e até incontestáveis: gráficos, estatísticas, estudos, pareceres e testemunhos de técnicos serão sempre de grande valia. Se a pessoa com quem você negocia demonstrar interesse em ver, mostre-os. Se ele não quiser ver, use esses dados em sua argumentação.


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: 
https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, sócio fundador do Instituto Êxito fundador da Neximob, palestre e autor do best-seller “Kintsugi: o poder de dar a volta por cima” e “Desvendando a Caixa Preta do Sucesso”, além de estar lançando seu novo livro do mercado imobiliário: “O Poder do Método”. Ele possui um conjunto de páginas de empreendedorismo com mais de 3 milhões de seguidores e mais de 35 milhões de impressões mês.

Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial

Como preparar o mercado imobiliário para os clientes?

Para você conseguir realizar projeções no mercado imobiliário e entender as expectativas do mercado é necessário estudar comportamento e o que tem acontecido socialmente. Nesse artigo, compartilho alguns pontos importantes para preparação do mercado imobiliário.

Você teve um estoque reduzido porque teve pouca oferta, porque o mercado reprimiu os incorporadores, os construtores e loteadores e até mesmo os investidores ficaram bastante inseguros com essa incerteza do mercado econômico e principalmente imobiliário.

Então, pouca oferta, a demanda sempre existiu e aí foi absorvendo o estoque existente, os produtos que já estavam no mercado, esse é o primeiro ponto.

Segundo ponto, a gente, independente, até o momento em que nós estávamos vivendo do auge, já existia déficit habitacional. Então, hoje o déficit é ainda maior, ou seja, tem um déficit habitacional.

Terceiro, se você pegar o histórico dos últimos três aos últimos cinco anos, a gente teve uma média de 650 a 750 mil novos casamentos por ano. Terceiro ponto: quem casa quer casa.

Quarto item, nós temos em média de 180 a 250 mil novos divórcios todos os anos, quem divorcia também quer outra casa, por quê? Você está acostumado a viver dez, 15, 20 anos fora da casa dos seus pais, você separa você não quer voltar para a casa dos seus pais, você quer liberdade.

Então nós temos os que nós chamamos de consumidores sazonais e temporais, o que é que significa isso?

O cara que ele fica rico e ele não vai querer morar naquele bairro aberto, não vai querer morar naquela casa que ele vivia lá, então o cara quando ele vai economicamente aumentando de classe social, saindo da D para C, da C para a B, da B para A, ele vai querendo trocar.

Aquela teoria, “se eu ficar milionário, eu continuarei do mesmo jeito”, mentira, vai trocar de casa, vai trocar de bairro, vai trocar de escola, vai trocar de carro, vai trocar de restaurante que frequenta, vai trocar de tudo.

Então, ou seja, nós temos cinco pontos, o cara que também ele perde dinheiro, infelizmente, nós vivemos isso no mercado de crise, muita gente morando em casas de 3, 4 milhões, ou 1 milhão ou 500 mil, precisando se desfazer, porque o condomínio acabava sendo alto.

Dessa forma, ele vai ter que vender aquele imóvel, gera uma oferta no mercado, gera uma negociação, gera uma possibilidade e ele vai ter que adquirir um novo imóvel, gera uma nova demanda, gera uma nova negociação, gera uma nova necessidade.

E nós temos vários outros cenários que nós podemos citar, mas só aqui se a gente pegar só nessa mão, cinco, seis itens, já mostra que nós vamos ter um aquecimento muito forte.

O que tudo isso significa para você, que trabalha no mercado imobiliário?

Invista em conhecimento, acelere as suas estratégias, tenha uma boa gestão, se não tem aprenda uma boa gestão, tenha boas fermentas a disposição e faça bom uso da tecnologia.

Estar atento para as necessidades do mercado se preparar para isso é fundamental!


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast, sócio fundador do Instituto Êxito.

 Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial        

5 Tipos de objeções que clientes fazem que você precisa saber antes de vender

Toda pessoa que deseja empreender precisa entender que as objeções fazem parte do processo de vendas. Claro que elas podem atrapalhar um pouco a nossa caminhada, mas o caminho é sempre treinar incansavelmente até aperfeiçoar.

Mas nem todas as objeções são iguais – e analisar o que o seu cliente quer dizer por trás de cada tipo diferente de objeção é o primeiro passo para que você consiga aperfeiçoar.

Há objeções que o cliente faz para atrasar uma decisão de compra. Não é só o vendedor que é treinado; o comprador também é! Nosso amigo Márcio Miranda, grande especialista em negociação, treina compradores para essa guerra. Para comprarem de modo mais vantajoso para a empresa deles. O comprador faz uma objeção, às vezes, só para retardar a decisão de compra, porque isso interessa a ele, mesmo querendo comprar. Às vezes ele quer apenas mexer com o emocional do vendedor.

E algumas objeções são para esfolar mesmo: é preço, preço, preço! Estressar o vendedor, para ver se ele leva para uma reunião um gerente bobo que vai logo propor: “Então eu te dou mais 5%”. É tudo o que o comprador queria ouvir. E o gerente acabou indo visitar só para dar desconto…

Também há objeções que servem para abalar o emocional do vendedor, para testá-lo, tirá-lo do prumo e melhorar as condições para quem está comprando.

E também existe objeção para fugir da responsabilidade da compra. Alguns têm dúvida se é para comprar. Outros têm medo de comprar. E há também o cara que não é comprador, mas está nessa função e precisa comprar.

Além desses tipos de objeção, existe um que é o melhor de todos para o vendedor: é quando o cliente quer riqueza de detalhes. Ele pergunta, questiona, põe dúvidas, mas quer comprar.

Por isso que é necessário que todo vendedor seja capaz de pensar estrategicamente, pois seus clientes farão objeções. Mas a forma com que você lida com elas e aperfeiçoa a sua atuação é que fará toda a diferença no seu sucesso.


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: 
https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, fundador da Neximob, palestre e autor do best-seller “Kintsugi: o poder de dar a volta por cima” e “Desvendando a Caixa Preta do Sucesso”, além de estar lançando seu novo livro do mercado imobiliário: “O Poder do Método”, sócio fundador do Instituto Êxito. Ele possui um conjunto de páginas de empreendedorismo com mais de 3 milhões de seguidores e mais de 35 milhões de impressões mês.

Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial

Charrette Meeting, soluções e o mercado imobiliário

Uma ferramenta e metodologia que ainda não é muito conhecida no Brasil, mas que faz grande sucesso lá fora, conhecida desde a década de 90 pelos arquitetos e urbanistas americanos, é a charrette meeting.

Em uma entrevista que realizei com Guilherme Takeda, arquiteto, paisagista e urbanista, diretor da Takeda Design, ele explicou sobre essa metologia/ferramenta que é o charrette meeting – e como essa prática pode transformar o mercado imobiliário na entrega de soluções.

O que é o charrete meeting?

Guilherme Takeda explica o que a charrette meeting “é um trabalho colaborativo, em que  vários projetistas, o pessoal da incorporação, das vendas, marketing, clientes, prospect clientes, donos de negócio faziam uma imersão de alguns dias para chegar no empreendimento ideal.”

Dessa forma, continua a explica Takeda a respeito desta metologia, “nós estamos reunindo técnicos, profissionais da área comercial, de marketing, possíveis prospects”. Em toda essa reunião, o objetivo principal era “para um bem maior, para um propósito maior, que é o bem-estar das pessoas. E quando nós chegamos a essa conclusão, nós vimos que muito pouco estava sendo estudado nessa área e nós fomos pesquisar”.

Para Takeda, o charrette meeting é uma forma de reunir os profissionais e as opiniões das pessoas mais importantes envolvidas no empreendimento. “Na área da construção civil”, comenta Takeda, “nós estamos engatinhando, nós ainda fazendo um projeto de interiores de um projeto que não conversa com o paisagista, nem com o arquiteto, nem com a fachada, nem com o marketing e não pergunta nada para o pessoal das vendas, aquelas pessoas que estão em total contato com o nosso cliente. E quando esse divórcio existe, certamente a gente faz um Frankenstein, faz algo que tem um sentido para uma determinada coisa, mas não existe uma coesão”.

Para o mercado imobiliário isso pode ser um grande erro. Por isso, Takeda acredita que “a charrette meeting ajuda muito a gente a prototipar soluções e testá-las muito rapidamente, sem um gasto excessivo de gastar em obra, gastar em vendas, gastar em marketing e ter estoque de produtos, que é o que acontece com o nosso mercado”.

Uma mentalidade importante no mercado imobiliário

É muito mais barato errar no papel do que errar quando você estiver executando. Ou, como eu costumo dizer, é muito mais fácil você sangrar no treino do que você sangrar em campo, ou seja, é muito mais fácil você suar a camisa treinando, para não sangrar em campo.

No mercado imobiliário, a falta de planejamento, estratégia e cuidado pode causas erros que geram muito prejuízo. Por isso, não basta apenas ser um executor, você precisa executar com planejamento, estratégia e cuidado.

Conforme o Guilherme Takeda explicou a respeito da charrete meeting, o projeto feito nessa modalidade acaba sendo mais assertivo e com certeza muito mais barato, porque você vai errar menos, a relação do custo-benefício, errar custa caro no mercado imobiliário.

E, desta forma, você consegue projetar com muito mais facilidade soluções quando consegue pensar um projeto com estratégia completa olhando por todas as principais perspectivas.

Compreender novas ferramentas e metodologias é muito importante para conseguir entregar sempre o melhor – e, assim, não ficar para trás em um mercado que está sempre se inovando.


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast, sócio fundador do Instituto Êxito.

 Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial        

Como passar a vender valor, e não preço?

Pensar estrategicamente é um exercício contínuo em vendas que diz: “Como eu posso gerar valor para meu cliente?”.

Então, nós temos que migrar de preço e produto para valor. Ninguém mais vende preço, ninguém mais vende produto, ninguém mais vende serviço.

Você vende valor.

E o que é esse tal valor?

Valor é aquilo que você obteve, menos o custo que você pagou. Qualquer produto tem preço. Qualquer um tem autoridade e poder para colocar preço num produto e infernizar sua vida.

Entretanto, para construir valor, só um bom profissional de vendas. Um profissional de vendas capacitado é capaz de construir valor na cabeça do cliente. E quando você sabe fazer isso, seu cliente paga o preço que você quiser.

Melhorando suas estratégias de vendas

Hoje, não importa o que você vai vender. O que realmente importa é como (de que forma) você vai vender. Qual será a sua abordagem, que técnicas e argumentos vai usar? O profissional de vendas não é mais aquele folheto ambulante, aquele cara que fica falando sobre o produto. Basta o cliente clicar no Google e, em três segundos, poderá saber tudo que quiser. É muito mais fácil do que ficar ouvindo um vendedor chato. É mais importante hoje que você saiba como encantar seu cliente e como superar as expectativas dele.

Como você faz o cliente dizer sim, sorrindo e feliz da vida? É preciso que ele seja o elemento mais importante do jogo. Podemos chamar esse novo foco de clientividade. E também é fundamental que todas as pessoas da sua empresa, desde a recepcionista e o motoboy, até os gerentes e diretores de todas as áreas, tenham essa mesma visão: clientividade. O cliente na cabeça.

Ficou tão fácil e instantâneo conversar por e-mail e por WhatsApp que os vendedores em geral perderam o hábito de conversar pessoalmente com os clientes. Olhar no olho, cliente por cliente, ver como ele está, em que o seu atendimento pode melhorar…

Esse exercício tem um fruto que só quem cultiva consegue perceber.

O campeão de vendas percebe. E pratica isso no seu dia a dia.

O que mais importa é você conseguir agregar valor ao negócio do cliente. Nunca vá para uma visita de vendas sem antes se perguntar: O que meu cliente perde ou deixa de ganhar se ele não comprar o que tenho para vender?

Você precisa saber responder isso, se pretende ser um campeão de vendas.


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: 
https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, fundador da Neximob, palestre e autor do best-seller “Kintsugi: o poder de dar a volta por cima” e “Desvendando a Caixa Preta do Sucesso”, além de estar lançando seu novo livro do mercado imobiliário: “O Poder do Método”, sócio fundador do Instituto Êxito. Ele possui um conjunto de páginas de empreendedorismo com mais de 3 milhões de seguidores e mais de 35 milhões de impressões mês.

Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial

Como construir um networking sólido dentro do mercado imobiliário?

Ter um networking (uma rede de contatos) faz toda a diferença na vida de qualquer profissional que deseje crescer em sua área, e com o mercado imobiliário isso se potencializa ainda mais.

É o netwroking que te permite saber de novas oportunidades, construir uma autoridade, se lançar dentro do mercado, se reinventar… Sefundo Sergio Langer, “o networking vale mais que dinheiro. Quando você tem uma boa rede de relacionamentos, quando você pode chegar nas pessoas certas” e isso abre muitas portas novas que sozinho você não conseguiria descobrir.

Existe uma máxima que fala que “habilidade em vendas, vende, mas afinidade vende muito mais”. Ou seja, quanto mais você se relaciona com as pessoas, maior é a probabilidade e chance de ela falar um sim para você.

Mas, construir uma rede de contatos sólida não é tão fácil e simples quanto as pessoas pensam que é. Veja bem, ter um networking não se trata apenas de trocar cartão de visita ou adicionar uma pessoa no seu LinkedIn – é necessário reciprocidade, entrega e trabalho.

Para construir o meu networking eu usei e continuo usando três técnicas e hoje vou compartilhar com vocês quais são esses três elementos que fazem toda a diferença entre você ter contato com alguém e você realmente ter um networking que funciona.

1.     Exposição

Eu já tive 29 investidores, clientes, dentro das nossas empresas e nossos negócios, que eram de áreas diferentes. E isso só foi possível por haver exposição.

Então, quanto mais você está em visibilidade, participa de eventos, participa de coquetéis, participa de entidades de classe, participa de ambientes onde o seu possível cliente, parceiro ou pessoa que você tem interesse de se conectar, mais você conseguirá se aproximar dessas pessoas, conhecer pessoas diferentes, saindo de dentro da bolha na qual você está inserido.

2.     Frequência

Claro que apenas conhecer a pessoa, se apresentar, saber o nome dela e trocar cartões de visita não basta, né? Por isso que é necessário você ter frequência. Toda relação (e relações profissionais não escapam dessa regra) precisa de frequência, periodicidade, para que você conheça a pessoa, ela te conheça e ali se estabeleça outros sentimentos como admiração e confiança – elementos que são importantes para um networking sólido dentro de qualquer mercado.

3.     Intensidade

Se você participa de um café e aperta a mão de uma pessoa, é uma coisa, mas se você a chama para almoçar ou para fazer um churrasco, é outra coisa completamente diferente, não é?

Então, avalie a intensidade dos seus relacionamentos e contatos profissionais. Quais são as trocas feitas? O que você oferece? O que essa pessoa oferece a você? Avalie como isso gera uma intensidade no relacionamento e valorize as trocas que conseguem estreitar os laços dentro da sua rede de contatos.


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, sócio fundador do Instituto Êxito,  fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast.

Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial              

3 Pilares que transformaram minha carreira no mercado imobiliário

Ao longo da carreira, nós cometemos erros e acertos. Muitas pessoas se paralisam diante dos erros ou tem tanto medo de que ele venha a acontecer que acaba não dando nem o primeiro passo. Mas, quando você erra, você tem a chance de aprender e fazer melhor quando recomeçar. E, quando você acerta, você pode repetir o que você fez anteriormente e acertar de novo.

Existem três pilares que eu uso na minha vida que me permite avançar na minha carreira profissional dentro do mercado imobiliário. E hoje compartilho eles com vocês.

1º Pilar: Conhecimento

Conhecimento ele tem que ter a base do conhecimento cíclico, ele é permanente, não é assistir uma live, não é ler um livro, não é participar de um evento.

É quantos eventos você participa por ano, quantos livros você lê por ano, quantas lives você assiste por ano, conhecimento permanente, é o tempo todo. Tem um pressuposto também na PNL, que é a programação neurolinguística, que fala que quanto mais eu aprofundo no estudo, eu entendo que menos eu sei. Porque quando você vai buscando as informações você vai encontrando outras informações mais, e aí você fala, “nossa, eu não sabia disso”, aí você vai buscar.

Então cria esse habito, essa cultura de estar sempre se reciclando, seja através de livros, através de lives, de eventos, de qualquer outra situação.

2º Pilar: Networking

O networking não é aquela troca de cartão simplesmente, “eu conheço o fulano”, ok, mas qual que é a afinidade? Qual que é a intensidade desse relacionamento?

Então, você tem que criar relacionamentos que eles tenham uma proposta de geração de possibilidades, de geração de oportunidades, de geração de negócios.

E aí claro que vai ter o ganha-ganha, também não dá para mensurar se vai ser o lado de lá ganha mais que o lado de cá, mas tem que ter esse movimento. Portanto, é muito importante você estar buscando aquelas pessoas que possam te levar para um próximo nível, pode contribuir para que você esteja num outro nível.

Agora, tome cuidado! Afinal, sempre tem aquelas pessoas que só buscam você para receber, que é aquele cara que só recebe e você tem que afastar desses caras. Para isso, eu uso uma estratégia, que é a estratégia do doar para receber, da reciprocidade.

O que significa?

Eu me aproximo da pessoa, faço um convite para ela, contribuo com alguma coisa e aí a gente vai gerando esse relacionamento, essa troca. Então se você quer conectar com outras pessoas, ofereça algo primeiro. Se a pessoa retribuir, você entende que ela está ali para contribuir nesse relacionamento – e não apenas receber.

3º Pilar: Ação

As pessoas de atitude e de iniciativa e os proativos conseguem vencer mais na vida. E o motivo disso é bem simples: ele vai pela tentativa, erro e acerto. Claro que ele vai fazer muito mais coisas, e aí tem uma máxima no empreendedorismo que fala que feito é melhor do perfeito, mas tem uma outra máxima que fala que feito é melhor do que não feito.

Tem muita gente por aí que é procrastinadora, tudo que ela diz é “amanhã eu faço”, “depois eu vejo”, “mês que vem eu estudo isso”, “ano que vem eu me dedico mais nisso” e todos os planos e as oportunidades de crescimento dela vão sendo “adiadas”.

A verdade é que oportunidade você cria e conquista e quando você adia isso por estar procrastinando, você perde. Mas o procrastinador não enxerga isso – e é por isso que ele está sempre no mesmo lugar desejando fazer mais, mas nunca dando nenhum passo na direção que precisa.


Adquira agora mesmo “O Poder do Método”, a bíblia de sucesso do mercado imobiliário. Aprenda como multiplicar milhões! Acesse o link: https://edgarueda.com.br/segredos-imobiliarios/

Edgar Ueda, fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast, sócio fundador do Instituto Êxito.

 Siga nas redes sociais: linkme.bio/edgaruedaoficial