5 Atitudes que te farão crescer no mercado imobiliário

Para obter resultados diferentes, nós precisamos fazer algo diferente. Afinal, se a gente continua sempre agindo do mesmo modo e com a mesma postura, sempre iremos colher os mesmo frutos dos nossos comportamentos.

Ainda bem que podemos evoluir, aprender e crescer. E hoje eu quero te apresentar 5 atitudes para você adotar hoje na sua vida que te farão crescer como um profissional do mercado imobiliário e colher frutos melhores tanto na sua carreira, quanto vida pessoal.

Seja motivado

Mais do que um sentimento, a motivação é uma atitude: acordar motivado, estar motivado diante das adversidades, motivar as pessoas ao seu redor. Isso é um comportamento que vale a pena ter, pois pode te levar longe.

Como você faz isso? Desenvolvendo uma boa auto-estima, desempenhando bem o seu papel e acreditando que você colherá bons frutos do trabalho bem feito, tendo consciência de que pode mudar e crescer sempre que se dispor a isto.

Mas, veja bem: só consegue ser motivado aquele profissional que não tem medo de sonhar e tem a coragem de acreditar em si mesmo, em seu potencial e que consegue traçar metas claras para a sua vida.

Marketing Pessoal

Todo mundo sabe que o marketing é a alma do negócio. Mas quantas vezes pensamos que marketing se trata apenas de estratégias? Marketing pessoal é uma atitude!

Marketing pessoal é a construção de uma personalidade marcante e atraente que vai conseguir conquistar e fidelizar clientes, passando sentimentos de segurança, confiança e responsabilidade.

Profissionais de vendas e que trabalham de modo geral com o público precisam entender que a sua imagem e personalidade é um fator importante para o cliente.

Mantenha uma boa aparência e uma conduta exemplar que mostre ao seu cliente que você é alguém que pode ajuda-lo a encontrar as soluções que ele busca.

Não leve para o lado pessoal

Esse é um erro que pode ser facilmente cometido em qualquer ambiente de trabalho e que pode destruir relacionamentos profissionais. Entenda que ao dar importância pessoal às coisas é uma manifestação do nosso ego que deseja interpretar que tudo é sobre o “eu”.

Quem trabalha no mercado imobiliário convive com muitas pessoas, precisa saber trabalhar em equipe e construir bons relacionamentos e contatos profissionais.

Mas nada disso será possível se você se ofender sempre levando as coisas para o lado pessoal: sejam feedbacks mal interpretados ou críticas diretas.

E, além disso, dar importância pessoal a acontecimentos pode acabar com a sua energia e confiança profissional.

Portanto, tenha consciência de que a opinião dos outros, seus julgamentos e o que eles dizem não é sua responsabilidade – você é responsável em como deixará que isso te afete e quais são as suas próprias opiniões, julgamentos e falas emitidas.

Não pressupor

Pode ser difícil, especialmente se você estiver no começo de carreira no mercado imobiliário, não pressupor as coisas. Mas esse tipo de atitude pode acabar levando você a cometer erros que vão te impedir de avançar.

Não entendeu? Pergunte, peça o máximo de explicações possíveis para conseguir compreender bem. Melhor do que pressupor algo e ter altas chances de estar errado é admitir que não sabe, mas que quer aprender e vai fazer de tudo para isso.

O melhor sempre!

Quem quer realmente crescer e se tornar um profissional exemplar, colhendo os frutos de tal posição, precisa ter uma mentalidade de entregar sempre o seu melhor.

Quando você busca imprimir a sua melhor versão em cada trabalho que você faz, do menor ao maior, você começa a abandonar hábitos que podem te impedir de crescer, como os quatro citados anteriormente.

Crescer profissionalmente é um desafio que exige de nós empenho, dedicação e coragem, pois precisamos abandonar velhos hábitos que nos impediam de alcançar a posição desejada, tudo isso para colhermos melhores resultados. Mas sempre vale a pena!

Edgar Ueda, sócio fundador do Instituto Êxito,  fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast.

Acesse: www.neximob.com.br / www.insideimob.com.br / www.opoderdometodomi.com.br / www.riconomercadoimobiliario.com.br

Siga nas redes sociais: @insideimob / @edgaruedaoficial

Faça parte do meu grupo exclusivo no Telegram:

https://t.me/edgaruedaimob

5 Frases que ajudam a vender no mercado imobiliário

Existem certas frases que nos ajudam a nos aproximarmos ainda mais de nossos clientes, colaborando para que as vendas sejam fechadas e um bom relacionamento profissional esteja estabelecido. Isso porque falar a coisa certa, apoiando e incentivando as decisões do cliente, cria uma conexão e passa mais confiança.

Eu separei 5 frases que recomendo que toda pessoa que trabalha na área de vendas do mercado imobiliário diga quando estiver fechando um negócio.

 

“O senhor irá agradecer a si mesmo o resto da sua vida essa decisão.”

Comprar um imóvel é algo bastante sério e, para muitas pessoas, a decisão de uma vida.  Por isso que reconhecer valorizar e apoiar o seu comprador no momento da compra também lhe renderá bons pontos

 E essa frase remete que – no final tudo sempre acaba bem e que ele tomou a decisão da vida dele, algo pelo qual ele vai se sentir agradecido e não arrependido depois.

 

“Investir em imóveis sempre foi seguro, hoje é seguro e rentável.”

Melhor do que “unir o útil ao agradável”. Esta frase traz dois itens que todo investidor busca: segurança e rentabilidade. Muitas vezes a gente precisa falar aquilo que o comprador já sabe, mas que deseja escutar de nós também.

 

“Melhor do que comprar esta unidade, é viver aqui!”

Transmitir a experiência do que será viver no imóvel dos sonhos, com uma vista única, com área de lazer, complexo comercial e etc.

É importante você saber que o consumidor compra benefícios, a qualidade daquele imóvel. Por exemplo, a segurança, a área comum em que ele vai ter convívio social, ou se ele quer mais espaço, quer mais liberdade.

Quando uma pessoa busca por imóvel, ela busca por algo. E você precisa transmitir a sensação de que ali ela vai encontrar isso que ela quer.

 

“Quem compra terra, não erra!”

Esse já é um jargão muito conhecido que mostra que investir em terras sempre foi uma excelente opção de investimento, desde muito tempo atrás e até hoje continua sendo um investimento vantajoso.

 

“Então, vamos em frente, qual unidade você prefere?”

Existe um momento em que você tem que olhar dentro do olho do seu cliente e dizer claramente: qual destas unidades você prefere fechar? Qual tamanho? Você precisa sugerir o fechamento e dar o passo inicial para a ação.

 

 

Edgar Ueda, sócio fundador do Instituto Êxito,  fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast.

Acesse: www.neximob.com.br / www.insideimob.com.br / www.opoderdometodomi.com.br / www.riconomercadoimobiliario.com.br

Siga nas redes sociais: @insideimob / @edgaruedaoficial

Faça parte do meu grupo exclusivo no Telegram:

https://t.me/edgaruedaimob

No mercado imobiliário, é melhor perder o negócio do que perder o cliente

Seja como corretor, ou qualquer outro profissional da área de vendas do mercado imobiliário, precisa entender que nem sempre o “não” significa um “nunca” do seu cliente.

 

Nós vemos muito isso quando o corretor faz um atendimento, o cliente falou não, ou deu um sinal de que não iria comprar naquele momento e o profissional corretor desiste daquele cliente.

 

Isso é um grande erro para qualquer pessoa que trabalha com vendas no mercado imobiliário.

 

Entendendo o “não” do seu cliente

Existe um estudo que expõe que 63% das vendas acontece após a sexta objeção. Então, com certeza você vai ouvir muitas respostas como “está caro”, ou “não sou quem decido” e até aquele “me deixa pensar” no qual a pessoa não volta para dar uma resposta.

 

Isso ocorre porque às vezes ele não está querendo dizer que não quer comprar, mas sim que não vai fechar aquela compra naquele momento. E isso pode ter muitos motivos, por exemplo, o imóvel que você apresentou naquele momento não atendia as expectativas do seu cliente.

 

Mas é importante estar atento de que isso não significa que ele não quer comprar, pode ser que ele não gostou daquele, mas que ele precisa de outras possibilidades.

Na minha experiência de todos esses anos no mercado imobiliário, é que o corretor quer empurrar aquele produto para o cliente.

 

Mas é muito melhor perder o negócio do que perder o seu cliente.

Se você perde o negócio e não perde o cliente, você vai conseguir fazer uma venda na segunda apresentação, na terceira, na quarta.

 

E como você pode fazer isso? Estimulando seu cliente a esclarecer o que ele quer, o que ele precisa. Isso acontece se você perguntar bastante, isso faz muita diferença para que ele tenha um feedback, para que ele seja muito mais assertivo naquilo que ele realmente quer e que você consiga apresentar isso.

 

Em uma entrevista que eu fiz com o Sérgio Langer, um dos grandes nomes do marketing imobiliário no Brasil, ele expôs exatamente um conselho que todo corretor, toda pessoa que trabalha com vendas, precisas ter em mente:

“Entender qual é o perfil, se é aquele cliente que vai comprar agora, se é o cliente que está indeciso, se o cliente que precisa vender o imóvel antes de comprar. Ele [o corretor] tem que ouvir um pouco, tem que ser menos afoito. E ele tem que entender que muitos clientes tem o tempo deles, não adianta tentar empurrar qualquer coisa, que não vai conseguir.”

 

E é exatamente isso que quero deixar muito claro hoje. É sempre melhor perder o negócio do que perder o seu cliente. É mais fácil você ouvir, entender e apresentar o que ele busca do que ter que buscar por novos clientes para vender aquilo que você quer vender no momento.

 

Edgar Ueda, sócio fundador do Instituto Êxito,  fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast.

 

Acesse: www.neximob.com.br / www.insideimob.com.br / www.opoderdometodomi.com.br / www.riconomercadoimobiliario.com.br

Siga nas redes sociais: @insideimob / @edgaruedaoficial

Faça parte do meu grupo exclusivo no Telegram:

https://t.me/edgaruedaimob

Virando a chave para começar a vender no mercado imobiliário

O começo da carreira no mercado imobiliário pode ser muito difícil para quem acabou de entrar nesse ramo.

Dificuldades pessoais e nossas próprias limitações podem nos impedir de dar passos certeiros que mudam a nossa trajetória e nos impulsionam para vendas lucrativas.

A trajetória do Wagner Bonato, hoje um dos maiores nomes no mercado imobiliário e especialista em vendas e estratégias de marketing imobiliário no Brasil, também começou com algumas dificuldades, que logo foram superadas a partir da sua forma de encarar o mercado no qual havia se inserido – o que fez tudo se transformar nessa trajetória de sucesso.

Em uma entrevista com Edgar Ueda, Wagner conta o seguinte sobre o seu começo de carreira no mercado imobiliário e como ele superou as dificuldades iniciais:

Entrevista com Wagner Bonato:

 “Quando eu comecei essa jornada no mercado imobiliário, há 12 anos, eu comecei como muito corretor de imóveis, com aquele sonho de ganhar dinheiro, porque o mercado imobiliário te dá essa oportunidade, não é? De você sonhar muito, de você sonhar grande, e da mesma forma eu entrei nesse mercado.

 

Mas eu entrei num momento difícil, num momento que eu tinha uma empresa que não estava indo muito bem. Eu saí dessa sociedade, ferrado, endividado, quebrado, e fui me aventurar na vida como corretor de imóveis. Geralmente, você fica com aquela expectativa, não é?

 

“Nossa, agora vai ser um bum, vou vender um imóvel por semana”, e quando você se depara com a dificuldade que é o mercado imobiliário, que exige realmente um grau de maturidade, um grau de conhecimento avançado, você começa a perceber as dificuldades.

 

Eu era um cara que tinha tido uma experiência já em vendas, em outros setores, eu já tinha sido um executivo numa multinacional, então, supostamente, eu achava que para mim ia ser fácil, e, na verdade, foi o contrário, foi muito difícil, e eu estava num momento difícil também de vida, e então naqueles dias difíceis, com outra formação, pensando várias vezes em desistir, “puxa, está difícil esse mercado, não é para todo mundo, não é para mim”, então chegou um momento em que eu pensei assim: “espera aí, mas se eu tenho aqui corretores que estão tendo sucesso, corretores que estão ganhando dinheiro, conquistando ótimos resultados, o que me diferencia dessas pessoas? O que me faz diferente delas?”.

 

E então o que eu fiz? Eu fiz uma coisa que eu acho que todo corretor novato deveria fazer, ou até aquele cara que está sem resultado, o que eu fiz? Eu colei nas pessoas que estavam tendo resultado, e comecei a ver como é que eles faziam, o que eles faziam de diferente de mim? O que eu não fazia?

 

Então, eu comecei a perceber várias coisas que eles faziam e que eu tinha medo, eu tinha bloqueios. O momento da virada foi justamente o momento em que eu parei e pensei assim: “ou eu tomo coragem e começo a fazer as coisas que eu tenho medo e que me bloqueiam, ou eu vou ficar fora desse mercado, porque o que eu estou vendo é que quem tem resultado são as pessoas que fazem algo diferente, são aquelas que têm coragem de fazer algo diferente”, não é?”.

 

O começo pode ser muito difícil!

Mas buscar entender as nossas próprias limitações, nos aproximarmos de pessoas nas quais queremos nos espelhar e observar com atenção o que funciona e o que não funciona é uma estratégia que pode mudar toda a nossa atuação e alavancar a carreira de corretores iniciantes.

 

O Wagner também comentou nessa entrevista sobre seus desafios com a timidez. E, como nós sabemos, uma habilidade importante para toda pessoa que trabalha com o público, que trabalha no mercado imobiliário, é ser bom em se comunicar.

 

Como esse rapaz tímido foi capaz de superar esse obstáculo? Ele contou abaixo:

Desafio com a timidez para corretores de imóveis

“Eu estou numa imobiliária que tinha um monte de corretores, tinham uns 200, 300 corretores, e ao meu redor era um U de mesas de corretores, era corretor para caramba.

E a galera falava alto para caramba, e tinha corretor ali com 20, 30 anos de mercado, era um pessoal mais velho, e eu tinha vergonha de ligar para os clientes na frente deles e não saber dar uma resposta, não saber o que falar para os clientes, e então foi que eu comecei a colar nas pessoas que estavam tendo resultado, que realmente vendiam e que conquistavam premiações como o primeiro em vendas e etc., foi então que eu percebi que o problema era eu, eu é que tinha que ter coragem de fazer aquilo que eles faziam, isso já tinham passado três meses e eu não tinha feito nenhuma venda, eu já estava querendo desistir do negócio, e no quarto mês eu falei assim: um mês eu vou fazer tudo que eu não tenho coragem de fazer, e então aconteceu a minha primeira venda.

E quando acontece a primeira venda você vê que funciona, porque até lá parece que o negócio não funciona, parece que você nunca vai vender, então eu vendi e dali para frente as coisas começaram a mudar, comecei a ter mais venda, mais resultado, vendi quatro imóveis no outro mês, depois teve um outro lançamento, eu vendi sete no mesmo mês, e aí foi, cara. E a minha carreira como profissional teve um crescimento muito rápido.”

 

Ou seja, é importante virar a chave na nossa mentalidade para encarar o mercado no qual nos inserimos e estarmos prontos para observar e agir.

A experiência do Wagner nos mostra muito como é importante você buscar se reinventar. Às vezes nós podemos ser muito bons em algo e não sabermos disso por justamente nunca termos dado uma chance de descobrir essa habilidade e capacidade.

É claro que mudar requer muita coragem. E, para quem está se inserindo agora no mercado imobiliário, é extremamente importante que você seja capaz de ter coragem para mudar: superar seus limites, observar pessoas ao seu redor em quem você pode se espelhar e sempre buscar se reinventar.

 

Edgar Ueda, sócio fundador do Instituto Êxito,  fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast.

Acesse: www.neximob.com.br / www.insideimob.com.br / www.opoderdometodomi.com.br / www.riconomercadoimobiliario.com.br

Siga nas redes sociais: @insideimob / @edgaruedaoficial

 

Marketing digital no mercado imobiliário: uma estratégia que não para de crescer

O Brasil tem hoje uma média de dois dispositivos digitais por habitante, incluindo smartphones, computadores, notebooks e tablets. Segundo uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas divulgada esse ano, o país terá 420 milhões de aparelhos digitais ativos em 2019. São 230 milhões de celulares, 10 milhões a mais que em 2018, e 180 milhões de computadores, notebooks e tablets. Esses números corroboram outro dado: que o setor de marketing digital é um dos que mais cresce no planeta e no Brasil também. Uma pesquisa divulgada pela IAB Brasil no ano passado, mostrou um estudo onde a publicidade digital avançou 25,4%, em 2017, saltando de R$ 11,8 bilhões (2016) para R$ 14,8 bilhões, e constatando que o investimento em marketing digital tem previsão de crescimento de 12% ao ano até 2021.

Como o mercado imobiliário está utilizando o marketing digital?

Diante desse panorama, o mercado imobiliário está utilizando cada vez mais recursos digitais para gerar negócios e aumentar os lucros. Ao apostar no marketing digital muitas empresas investem mais em leads, que nada mais é do que aquela pessoa que mostrou algum interesse na empresa ou serviço, ou seja, um potencial cliente propício a fechar negócio, ou não, que deixou informações para que entrem em contato. Glauco Farnezi, CEO do Facilita, diz que nunca se investiu tanto em marketing digital: “O custo médio por lead pago para as agências fica entre 50 e 100 reais, ou seja, as pessoas querem investir em marketing digital, gerar mais leads, mas quanto eu dou de retorno após o lead? A taxa de conversão fica entre 2% a 4% após o investimento de 100 reais em um lead, ou seja, apenas entre 2 e 4 pessoas vão gerar uma compra.”

As vantagens do marketing digital no mercado imobiliário

Uma campanha de marketing digital para o segmento imobiliário pode ser o diferencial entre o sucesso ou do fracasso do lançamento de um empreendimento, porque o investimento nesse tipo de estratégia tem superado o de outras áreas. Além disso, é fundamental a ponte entre o departamento de vendas e o de marketing, de preferência com os dados em uma plataforma onde todos possam acessar as informações sobre o cliente a qualquer momento na tela de um celular.  “Esse consumidor está acostumado com respostas rápidas, além de exigente ele está impaciente, então o corretor precisa atender as expectativas dele. São vários meios de comunicação, como whatsapp e facebook. Se o primeiro contato for respondido em até seis minutos, há uma chance maior dessa venda ser fechada. Na contramão dessa métrica, a média de resposta no Brasil é de cinco horas, sendo que cerca de 47% das mensagens não são respondidas”, alerta Glauco Farnezi.

Os números do marketing digital hoje para o segmento imobiliário

Glauco também ressalta que, segundo uma pesquisa da Mackenzie, o mercado de construção está em antepenúltimo no que diz respeito às vendas digitais. Fora do Brasil, 80% das vendas são feitas de forma digital e no Brasil esse número não chega a 30%. Usar o meio digital significa que os profissionais do mercado imobiliário podem criar métricas de acompanhamento, onde qualquer coisa pode ser medida e avaliada, como os resultados do trabalho realizado, os resultados do site, o comportamento dos visitantes, produtos e ofertas de maior apelo, para com os resultados em mãos conseguirem modificar o que não está trazendo resultado. Na mídia digital os investimentos podem ser direcionados de acordo com as métricas de retorno de cada anúncio, sejam eles em portais, links patrocinados, banners, vídeos ou redes sociais.

Como implementar o marketing digital em meus negócios imobiliários?

A estratégia de marketing deve contemplar ações integradas de comunicação com outras mídias também, para que uma ecoe na outra, seja online ou off-line. Afinal, para reforçar a marca com o público consumidor é preciso estar em vários lugares ao mesmo tempo, porque o marketing não é venda, é o posicionamento na mente do cliente, é quando a empresa consegue dialogar com esse cliente de diferentes formas e, isso sim, pode gerar a venda. Porém, é importante conhecer seu público para avaliar quais as melhores ferramentas a serem usadas, porque apesar de estar em uma rede a relação ali se dá com pessoas, a rede é apenas uma intermediária. Diante disso, é muito importante monitorar a reputação online da empresa e humanizar o atendimento feito nas ferramentas usadas, como corretor online e redes sociais, para que o consumidor possa expor suas expectativas e ganhar confiança na empresa para enfim comprar, vender ou alugar o seu imóvel.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br

Inteligência artificial no mercado imobiliário

Inteligência artificial e seus inúmeros benefícios para o mercado imobiliário

Será que a máquina vai substituir o homem no futuro? Essa pergunta ecoa na cabeça da humanidade desde a primeira revolução industrial até os dias de hoje. A cada avanço tecnológico vê-se um aumento não só do número de aparelhos eletrônicos, mas também de novas tecnologias a serem exploradas, novas ferramentas e sistemas que facilitam o trabalho humano e permitem que ele vá além. Um exemplo disso é a Inteligência Artificial (IA), que bem diferente do que se vê em filmes de ficção de científica, está mais próxima do cotidiano do que as pessoas imaginam. O Google, por exemplo, é capaz de fornecer resultados rapidamente para fazer suas buscas e o GPS calcula a melhor rota entre a partida e a chegada porque ambos usam IA.

Inteligência artificial
Mas o que realmente é a Inteligência Artificial e como ela funciona?

A inteligência artificial é um conjunto de tecnologias de análise e processamento de dados, onde um computador é capaz de cruzar milhares de variáveis, enquanto o ser humano em média apenas seis, e, a partir desses dados, extrair conhecimento de uma forma mais automática para tirar uma conclusão. Os modelos de IA tentam, na maioria das vezes, fazer uma predição ou previsão de futuro baseado em dados que aconteceram no passado. Diversas empresas já utilizam dessa inteligência para facilitar na hora de investir, inclusive para prever futuras ações do mercado imobiliário, onde os algoritmos analisados auxiliam a prever o preço e outras unidades imobiliárias na mesma área, e assim facilitam o investimento na hora da compra ou venda de algum imóvel.

As vantagens da Inteligência Artificial no mercado imobiliário

O uso da tecnologia vai trazer ainda mais mudanças para o mercado imobiliário, especialmente para o corretor de imóveis. Os bots, por exemplo, ajudam a atingir potenciais compradores através de plataformas de mídias sociais, especialmente nos anúncios visitados pelos potenciais compradores. Inserir geolocalização e exibição de similares de acordo com o perfil podem ser adicionados ao site ou aplicativo para celular, assim é possível exibir imóveis na região onde o usuário está passando no momento. Através do acompanhamento diário dos resultados obtidos com esses anúncios é mais fácil investir mais recursos onde existe um retorno melhor. Os corretores também podem obter dados mais robustos de um lead, onde a IA ajuda a contextualizá-los para que tenham informações necessárias para solidificar relações com seus possíveis clientes. Além disso, pode ajudar os corretores a preverem o que os compradores desejam e encontrar imóveis mais rapidamente de acordo com informações sobre suas preferências, afinal, a rede armazena dados sobre o comportamento de consumo como hábitos, gostos, rotinas e milhares de outras informações. O profissional economiza tempo e melhora sua parte estratégica, através de uma visão sobre a melhor forma de avaliação, abordagem, nutrição e fechamento.

A Inteligência Artificial também pode agilizar o processo de venda de imóveis, com a rápida digitalização de documentos de compra e venda, importando esses dados para uma plataforma de Gestão de Relacionamento com Cliente, ou CRM, onde ficam concentrados todos os procedimentos, permitindo que o profissional os acesse de qualquer lugar. Essa economia de tempo faz com que o corretor concentre seus esforços no fator humano. Os próprios chatbots, controversos ainda porque muitas perguntas requerem respostas humanas, ao responderem perguntas básicas dos clientes, permitem que os corretores se concentrem em um estágio mais avançado da negociação. 

Inteligência Artificial como nova aliada dos profissionais do mercado imobiliário

Apesar de todos esses avanços, ainda há um longo caminho a ser percorrido e, por mais que o computador possa assumir o lugar do ser humano em algumas ações, especialmente facilitando as mais difíceis, a compra e venda de imóveis é um processo emocional e os clientes querem a ajuda de um especialista. Porém, o Big Data, conjunto de dados armazenados que cria o banco de informações sobre os clientes, é fundamental para aqueles que desejam usar a tecnologia como aliada. As empresas e profissionais que usarem a Inteligência Artificial a seu favor vão se sobressair no mercado e, consequentemente, aumentar a carteira de clientes e o número de vendas.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br

Inside Imob Road Show: aprendizado e conexões pelo Brasil

“Scientia potentia est”. A célebre expressão em latim que significa conhecimento é poder nunca foi tão atual e, mais que isso, nunca foi tão necessária. A busca de um profissional para se manter competitivo no mercado e à frente do que está acontecendo no Brasil e no mundo, em plena era da informação, requer uma série de investimentos não só em conteúdo, mas também em conexões. Foi pensando justamente nisso que Edgar Ueda, executivo de referência no setor imobiliário e CEO da Neximob, criou o Inside Imob, o maior evento de inteligência imobiliária da América Latina.

Inside Imob, o maior evento de inteligência imobiliária da América Latina 

O evento reúne os principais players do mercado, entre eles incorporadores, construtores, corretores, arquitetos, investidores, engenheiros que querem se conectar e estão em busca de novos conhecimentos e estratégias para aprender mais sobre o mercado imobiliário e gestão de vendas. A primeira edição aconteceu em Campinas no ano passado e reuniu 1.014 pessoas de 19 estados diferentes. Foram 12 horas de imersão em conteúdos voltados para o mercado imobiliário, onde 28 palestrantes compartilharam seus conhecimentos em painéis sobre vendas, marketing, finanças, tecnologia, jurídico, tendências e motivação.

As trajetórias dos especialistas ao seu alcance

Edgar Ueda também fala no evento e nas suas apresentações compartilha estratégias que utiliza para alcançar resultados expressivos com a venda de lançamentos e de empreendimentos remanescentes. No ano passado, ele conseguiu reunir um time de especialistas com grande renome no mercado, palestrantes consagrados como Glauco Farnezi, fundador e CEO do Facilita, que ao lembrar do evento destaca a sua grandiosidade, onde foi possível trocar muitos conhecimentos e fazer muito networking.

O crescimento do Inside Imob

Após o sucesso de 2018, a segunda 2ª edição do Inside Imob cresceu, serão dois dias de evento que vão acontecer nos dias 18 e 19 de março de 2020 em Campinas, com a expectativa de reunir duas mil pessoas, o dobro do ano passado. São mais de 20 horas de conteúdo de qualidade sobre inteligência e marketing imobiliário, que vão ser abordados por mais de 20 palestrantes em painéis sobre marketing, finanças, vendas, jurídico, motivação e tendências.

Nasce o Inside Imob Road Show para todo o Brasil

A grande procura pelo evento, especialmente por pessoas de outros estados, levou Edgar a criar versões menores em formato de Road Show para percorrer o país, com apenas um dia de evento e com quatro ou seis palestrantes, em diferentes estados. Esse ano, o evento já aconteceu em Sinop, Maceió e Florianópolis, e já tem datas marcadas para Cuiabá, Aracaju, Belo Horizonte e Balneário Camboriú. Glauco Farnezi, CEO do Facilita, participou dos Roads Shows onde compartilhou seus conhecimentos sobre marketing em suas palestras: “Os eventos foram excelentes, com muitos corretores que representavam 80% do público, e incorporadores também. As palestras foram feitas por empresários que estão atuando na prática, falando sobre seus erros e acertos, compartilhando conhecimento valioso de quem está dentro de mercado. Isso é muito enriquecedor, fora a troca de conhecimento e experiências que acontecem durante o evento”.

A proposta dos Roads Shows é a mesma do Inside Imob, além do grande conhecimento agregado e de ficar por dentro de todas as inovações e tendências do mercado, os participantes do evento promovem trocas entre si e ampliam o networking empresarial, lançam novos produtos, fecham propostas e conseguem divulgar a empresa e seus negócios, dentre tantos outros benefícios que só o maior evento de inteligência imobiliária da América Latina poderia promover.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br

Os segredos para ser competitivo no mercado imobiliário

Treinamento e desenvolvimento contínuo são fundamentais para se manter competitivo como corretor de imóveis

 “O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.” A frase de Albert Einstein cai como uma luva quando um profissional se pergunta sobre a importância de se aprimorar cada vez mais na sua área, afinal, não basta apenas exercer com excelência as demandas diárias, é preciso se capacitar sempre para ter um desenvolvimento contínuo na profissão e se adequar à competitividade do mercado. A busca pelo preparo adequado e o compromisso com a qualidade fazem parte de uma conduta profissional que prioriza uma carreira pautada na excelência. Com o corretor de imóveis não poderia ser diferente.

Sonho VS Realidade

Luis Paulo Luppa, O Vendedor Pit Bull, adverte que um corretor precisa definir se é corretor de imóveis ou apresentador de imóveis, porque ser um profissional sem treinamento é como sonhar em ser um grande nadador sem nunca ter se molhado, ou um eficaz corredor de cem metros rasos correr usando sandálias: “Hoje, no mundo corporativo, altamente veloz e competitivo, a mudança já não é mais uma surpresa, é um convidado que sempre aparece, independente da sua vontade. É simples, é uma questão de necessidade. Digo isso porque tenho o privilégio de treinar milhares de profissionais por ano e atesto com facilidade que gente é o único capital ativo de uma empresa. Gente faz a diferença! Gente bem orientada e bem treinada, então! Ser um profissional de sucesso é estar bem treinado, atualizado e fundamentalmente bem relacionado com as pessoas.”

O treinamento de vendas para corretor imobiliário

Um bom treinamento de vendas é uma ótima ferramenta para qualquer tipo de negócio, mas no setor imobiliário a importância é ainda mais relevante, porque não adianta uma imobiliária ter os melhores imóveis se os corretores não sabem como vendê-los de forma efetiva. Por isso, é indispensável o investimento para potencializar a performance da equipe, o que gera benefícios não só para os colaboradores, mas para a imobiliária como um todo. “Tem se falado muito em inteligência artificial, business inteligence, chatbot, mas, na prática, no dia a dia, quase ninguém está tendo essa transformação. É preciso investir mais no arroz com feijão: agilidade no primeiro atendimento, trabalhar o básico nas vendas para estar à frente das outras empresas, é preciso investir no contato com o ser humano.”, alerta Glauco Farnezi, CEO do Facilita.

A importância de manter-se atualizado

Em um mercado cada vez mais competitivo, para se manter atualizado e em destaque, é preciso buscar sempre por treinamentos e novas formas de se aprimorar. Gilberto Carvalho, diretor da Britto Imobiliária, destaca a importância de se manter atualizado:  “O mercado imobiliário muda muito, e hoje os corretores estão cada vez mais especializados, muitos são profissionais que migraram de área em busca de trabalho e já vêm capacitados. O corretor pode trabalhar com compra, venda, ou locação, para qualquer uma dessas áreas ele precisa estar capacitado, mas para venda e locação ele precisa ser ainda mais bem preparado, já que trabalhar com captação exige um esforço maior.”

Como treinamento e desenvolvimento continuo mantém a competitividade do corretor de imóveis?

Entre os motivos que sustentam a eficiência do treinamento de vendas, especialmente para o setor imobiliário, estão: aumento de produtividade, a capacitação traz uma facilidade maior ao profissional em desenvolver habilidades e competências; melhoria no atendimento, para que a imobiliária seja referência, é preciso ter um padrão de excelência para todos os profissionais de vendas, além de fazer com que todos os vendedores estejam alinhados e em sintonia; superação da concorrência, colaboradores mais qualificados podem desenvolver várias habilidades, como saber utilizar as tecnologias a favor da negociação, e ficam mais competitivos para alcançarem metas e objetivos; motivação dos colaboradores, um bom trabalho pode ser influenciado por vários aspectos pessoais e profissionais, é importante para a empresa saber lidar com a desmotivação; aumento nas vendas, já que o treinamento deixar os corretores aptos a venderem mais, porque ninguém nasce sabendo tudo, ajuda a melhorar a relação entre corretor e consumidor.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br

Importância das empresas especializada em lançamento imobiliário

Quem olha o lançamento de um empreendimento, muitas vezes em um grande evento, não imagina o trabalho prévio para aquele momento acontecer e, mais que isso, para garantir que o investimento seja um sucesso. Escolher um local, uma cidade, um nicho específico de cliente requer um trabalho de inteligência imobiliária onde é muito importante entender o mercado antes de prospectar. A função de um lançamento imobiliário é chamar atenção para um novo empreendimento, onde é essencial a presença de um público direcionado, pessoas que demonstraram interesse prévio, corretores e consultores imobiliários, incorporadora, imprensa, investidores. Essa é uma das fases mais importantes, porque ali acontece a divulgação do projeto para um grande número de pessoas e a apresentação do começo das vendas em maior escala.

Entretanto, por quê o evento de lançamento é tão importante para os empreendimentos? 

“O lançamento tem um grande impacto na arrancada de um produto imobiliário. Se ele arranca bem, todo resto de lote que ficou do lançamento vai bem, os corretores que ficaram ali para trabalhar estoque estarão motivados, o comprador estará motivado, e com isso a saúde da carteira será melhor. Se você lançou mal, a tendência do seu empreendimento ir se arrastando por anos para finalizar a venda vai ser muito grande.” dispara Renan Magalhães, fundador da MasterGeo Engenharia e Planejamento. Para garantir o sucesso no logo no início, Renan destaca a importância de contratar uma empresa especializada em lançamentos, porque além de ter vivência de mercado constante é uma empresa que tem experiência de sucessos e de fracassos, afinal, quem faz lançamento vive disso: “Não existe mais profissional pato, o pato sabe nadar, sabe voar e sabe andar, mas não faz nenhum dos três direito. Na vida nós temos que ser águia, que voa de forma exímia como nenhum pássaro voa. Não dá pra fazer lançamento, gestão de estoque, marketing e no final não fazer nada.”

Evento de lançamento imobiliário
Quais as novidades para o segmento de lançamentos imobiliários?

A tecnologia é uma grande aliada em todas as etapas de um lançamento, as empresas especializadas além de possuírem know-how estão antenadas com as tendências do mercado e aproveitam todos os benefícios de tecnologias como inteligência artificial, business intelligence e marketing digital. Christian Barbosa, empresário e especialista em produtividade e alta performance, explica algumas vantagens proporcionadas por esses processos: “A inteligência artificial pode ser usada para descobrir qual o tipo de cliente ideal para um apartamento e você pode direcionar uma campanha de lançamento especificamente para aquele nicho. Quanto mais você tiver esses tipos de dados que dão o perfil do cliente, mais fácil fica de direcionar para um lançamento de padrão parecido. O business intelligence por si só permite que a imobiliária faça análises sobre seus padrões de vendas, perfis, momentos e ainda dá alguns insights de mercado. Hoje, o marketing digital tem muitas ferramentas que possibilitam, por exemplo, o entendimento do que funcionou e o que não funcionou pros próximos lançamentos no futuro com toda a estratégia do marketing digital de lançamento.”

Como faço para ter um lançamento imobiliário de sucesso?

Cristiano Rabello, CEO do Grupo Prospecta Inteligência, é categórico ao dizer que é fundamental entender um mercado antes de prospectar e que para isso é preciso entender basicamente três grandes pontos. Ele explica que primeiro é preciso entender a dinâmica econômica da região, a geração de riqueza, sobretudo se existe relação entre a cidade e as cidades circunvizinhas, porque a partir do momento que se consegue entender se a cidade pode crescer dá para avaliar se vale à pena investir. Para ele é uma questão matemática, para ofertar um produto é preciso ter gente que compre. Cristiano fala que a segunda variável é entender a demanda e o perfil sócio demográfico, com características como idade e quantidade de pessoas economicamente ativas, porque entendendo a capacidade de renda é possível entender quanto pode custar um produto levando em consideração a capacidade de compra, ou seja, quanto as pessoas podem pagar. Depois dessas etapas, Cristiano afirma que nesse primeiro momento dá para entender que preço não é o empreendedor que faz, preço é algo que tem que ser construído levando em consideração a capacidade de endividamento de quem vai comprar. Um trabalho minucioso que deve ser feito por quem entende exatamente como funciona e conhece cada detalhe.

Cristiano aponta que a terceira parte é entender a oferta: “Olha só que interessante, entendendo a dinâmica econômica, vendo como a cidade se comporta, eu consigo entender quanto que eu posso cobrar pelo imóvel. Através do mapeamento da demanda eu consigo entender quantas famílias estão seccionadas em cada classe social. Posteriormente, eu vou ver através da oferta qual parte dessa demanda já foi atendida e aí eu consigo encontrar o grande filão, se existe ou não demanda reprimida, que é a demanda não atendida. Não adianta eu ofertar produto em uma região que não tem demanda reprimida. Não importa se o produto é o top da galáxia, ele vai ficar no estoque. São as três variáveis básicas de entender antes de empreender, se você não entender disso não empreenda, porque empreender no mercado imobiliário e fazer um lançamento bem sucedido não é para amadores.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br

E se o corretor de imóveis não existisse?

E se o corretor de imóveis não existisse? Esta pergunta, que poderia ser respondida com inúmeras respostas, foi respondida com ainda mais perguntas pelo Luis Paulo Luppa, O Vendedor Pit Bull e um dos maiores especialistas em vendas do Brasil: Quem, com seus conhecimentos de mercado e sensibilidade humana, auxiliaria os clientes na análise e identificação das melhores soluções em imóveis para as necessidades de cada família? Quem, com seu olho clínico e visão de futuro, garantiria ao comprador que o imóvel está isento de vícios construtivos e se trata de investimento com grande possibilidade de valorização? Quem, com seus conhecimentos jurídicos, auxiliaria os compradores na análise e tramitação de toda a documentação de um novo imóvel? Quem, com seu apurado senso estético e arquitetônico, poderia orientar um cliente na melhor utilização dos espaços de seu novo imóvel?

E agora, quem poderá nos ajudar?

A perguntas acima deixam claro por que é importante contratar um profissional corretor de imóveis, importância desconhecida por muitas pessoas que acabam se metendo em roubadas por não buscar a ajuda desse profissional. Fazer tudo sozinho pode até ser uma opção, mas além de dar muito trabalho e ocupar muito tempo, a melhor maneira de evitar dor de cabeça e gastos ainda maiores é contar com a ajuda de quem realmente entende do assunto: o corretor de imóveis, com a garantia que o melhor negócio vai ser feito dentro de todos os tramites legais e sem surpresas desagradáveis. A assessoria de um profissional com conhecimento do mercado faz muita diferença. O corretor é muito mais que um agente intermediador de um negócio envolvendo um imóvel, ele ajuda as pessoas a realizarem sonhos, além de ser um dos elementos principais em qualquer estratégia de marketing imobiliário. Qualquer negociação imobiliária envolve muitas etapas e um profissional dessa área tem conhecimentos de matemática financeira, direito imobiliário, ética, economia e tantos outros necessários para garantir que o cliente feche o melhor negócio. A profissão é regulamentada pela Lei n° 6.530/78, ou seja, somente profissionais legalmente habilitados e regularmente inscritos no conselho profissional correspondente podem exercê-la.

corretor de imóveis
O corretor de imóveis VS tecnologia 

Em uma sociedade onde aplicativos e softwares atuam como facilitadores na compra e venda de imóveis, muitas pessoas podem se questionar sobra a importância do corretor de imóveis, mas especialistas do setor garantem que o corretor é a melhor mídia do mercado imobiliário, porque só ele tem a capacidade de esclarecer, informar e humanizar durante o atendimento de um cliente. Ou seja, com o apoio das demais mídias, este poder se potencializa. Glauco Farnezi, CEO do Facilita, afirma que o ser humano é muito mais importante e inteligente que a tecnologia, só ele pode oferecer um atendimento mais personalizado, onde a tecnologia ajuda o humano: “Se um cliente faz contato com um corretor e pede para ele retornar dois meses depois, que é quando estará apto para possivelmente fechar um negócio, o corretor precisa lembrar de fazer esse contato para tentar fechar a venda de forma mais eficiente. Nessas horas a tecnologia pode ajudá-lo.”

Por que seria um caos sem os corretores de imóveis?

Existem inúmeras problemas que podem acontecer quando não se contrata um profissional qualificado para ficar responsável por diversas etapas do processo de compra, venda ou locação, garantindo segurança para ambas as partes. Entre os inúmeros motivos para se contratar um corretor de imóveis estão: avaliação do imóvel; divulgação do imóvel; tempo para se dedicar ao cliente; visitas detalhadas; agilidade com a documentação e conhecimento dos tramites legais; concretização da negociação; ajuda com todas as questões do contrato; e pagamento seguro. Porém, a importância do corretor vai além de toda a questão técnica e legal. Só ele tem a capacidade olhar nos olhos do cliente e compreender as necessidades e angústias para poder indicar o melhor caminho e apresentar as melhores soluções.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br