3 Princípios de transformação para seu crescimento pessoal

Existem vários princípios, baseados em ensinamentos e experiências, que nos ajudam a alcançar o sucesso. Esses princípios envolvem transformações que precisamos fazer primeiro na nossa mentalidade e, então, aplica-los na nossa vida.

Começar a se dedicar no seu crescimento pessoal é a melhor coisa que você pode fazer para si mesmo. Pois, tanto os âmbitos da sua própria vida pessoal – seus relacionamentos pessoais, sua visão de mundo e sua essência própria – são beneficiados, quanto outas áreas de sua vida, como seu “eu profissional”, por exemplo.

Entre vários princípios que eu acredito, desenvolvi e pratico em minha vida, quero hoje destacar 3 deles que envolvem verdadeiras transformações na nossa mentalidade:

 

Princípio do aprendizado no erro e no fracasso

Entenda que você vai errar muito e fracassar bastante até chegar ao sucesso que quer ter na vida. Isso é inevitável. Portanto, pare de remoer os enganos do passado, aprenda com seus erros para não tornar a repeti-los, levante-se a cada queda que acontecer em sua vida e siga em frente persistindo com foco no sucesso. Chegar lá vai ser apenas uma questão de tempo.

Princípio do ressignificar

Quando acontece alguma coisa ruim, muita gente se prende àquela situação e não consegue superar o evento. E, quando algo mais acontece, vai acumulando as negatividades e transforma tudo em um trauma, que acaba atrapalhando toda a vida.

É preciso abandonar o passado, deixar de se prender às coisas que não existem mais, sejam positivas, sejam negativas. Acabou, deixe ir embora. E siga você mesmo por um novo caminho, para novas conquistas e novas experiências. Pessoas não buscam dar um novo significado para os acontecimentos.

Elas não aceitam que tudo agora está diferente e exige uma nova postura. Não compreendem que a situação anterior acabou, é parte do passado, não existe mais. Gosto de citar: Não adianta você ter a resposta se a pergunta já mudou.

Princípio da expectativa do extraordinário

O segredo é: nunca se contente com seus resultados, sempre busque melhorá-los, mire no extraordinário. Busque a excelência em tudo. Costumo dizer que é preciso que você jamais se contente com os seus resultados. Que seja um eterno inconformado. Que acredite que sempre dá para fazer mais e melhor. No livro você encontra o princípio completo com as etapas necessárias para a realização de suas metas.

Eu acredito firmemente nesses princípios e creio que, ao começarmos a coloca-los em prática, muitas coisas em nossas vidas começam a mudar, nos projetando para ainda mais perto do sucesso que queremos alcançar.

 

Edgar Ueda, sócio fundador do Instituto Êxito fundador da Neximob, palestre e autor do best-seller “Kintsugi: o poder de dar a volta por cima” e “Desvendando a Caixa Preta do Sucesso”, além de estar lançando seu novo livro do mercado imobiliário: “O Poder do Método”. Ele possui um conjunto de páginas de empreendedorismo com mais de 3 milhões de seguidores e mais de 35 milhões de impressões mês.

Acesse www.edgarueda.com.br

Saiba mais sobre O Poder de Dar a Volta Por Cima: www.opoderdedaravoltaporcima.com.br

Siga Edgar Ueda nas redes sociais:

Instagram: @edgaruedaoficial

Facebook: facebook.com/edgaruedaoficial/

Linkedin: linkedin.com/in/edgaruedaoficial/

Youtube: youtube.com/channel/UC9dVl4KESsuBXoeZixiRXcg

Entre agora no meu grupo de empreendedores no Telegram, obtenha os melhores conteúdos e grátis👇

Acesse t.me/instaempreendedoresbrasil

 

Mindset: a ferramenta de se reinventar

É o seu mindset que leva você ao sucesso — ou ao fracasso, se for um mindset negativo.

Mindset é a sua mentalidade, a maneira como você pensa, as crenças que tem sobre tudo o que lhe acontece. Esse é o ponto inicial.

Para promover qualquer mudança em sua vida, a pessoa precisa antes mudar a mentalidade. Não dá para querer resultados diferentes se você continuar pensando da maneira como sempre pensou. Por isso, para ir para o próximo patamar de sucesso em sua vida, o primeiro passo é ajustar seu mindset na direção do crescimento que você busca.

Como é possível mudar sua mentalidade de maneira que ela o leve mais acima?

Vamos ver um exemplo: imagine uma pessoa que pensa pequeno em tudo o que faz. Ela quer ter um carrinho pequeno e barato, um salário que apenas dê para pagar as contas, uma vida tímida, só com o necessário para sobreviver… Então, tudo o que ela acredita que merece é muito pouco.

E, se a pessoa acha que merece pouco da vida, a vida vai dar pouco para ela.

É preciso mudar esse mindset.

Ela precisa aprender a pensar grande. Quando você muda sua mentalidade, todo o restante das mudanças virá a partir daí. Você quer mudar seu mindset de modo a abrir seu caminho para o topo? Você quer alcançar patamares mais altos na sua vida?

Você tem o controle das suas escolhas e decisões. Ter controle dos seus resultados significa, em última análise, assumir a responsabilidade por tudo o que você colhe a partir de suas ações. Porque só assim você ganha o poder de mudar algo que não vai bem.

As pessoas têm o costume de terceirizar a responsabilidade pelo que acontece em sua vida.

Em toda a minha história de vida, desde o meu primeiro trabalho, aos nove anos de idade, tomei decisões e assumi a responsabilidade pelas consequências. Porque eu sempre soube que, se não tomasse decisões, iria fracassar. E, se não me responsabilizasse pelas consequências, não teria credibilidade nem aprenderia com os meus eventuais erros.

O segredo é: nunca se contente com seus resultados, sempre busque melhorá-los, mire no extraordinário.

Busque a excelência em tudo.

Costumo dizer que é preciso que você jamais se contente com os seus resultados. Que seja um eterno inconformado. Que acredite que sempre dá para fazer mais e melhor. No livro você encontra o princípio completo com as etapas necessárias para a realização de suas metas.

Edgar Ueda fundador da Neximob, palestre e autor do best-seller “Kintsugi: o poder de dar a volta por cima” e “Desvendando a Caixa Preta do Sucesso”, além de estar lançando seu novo livro do mercado imobiliário: “O Poder do Método”. Ele possui um conjunto de páginas de empreendedorismo com mais de 3 milhões de seguidores e mais de 35 milhões de impressões mês.

Acesse:
Edgar Ueda: www.edgarueda.com.br
Saiba mais sobre O Poder de Dar a Volta Por Cima: www.opoderdedaravoltaporcima.com.br
Siga Edgar Ueda nas redes sociais:
Instagram: @edgaruedaoficial
Facebook: https://www.facebook.com/edgaruedaoficial/
Linkedin: https://www.linkedin.com/in/edgaruedaoficial/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC9dVl4KESsuBXoeZixiRXcg
Entre agora no meu grupo de empreendedores no Telegram, obtenha os melhores conteúdos e grátis👇
Digite t.me/instaempreendedoresbrasil ou clique no link na bio 👊

Três lições de sucesso aplicadas ao mercado imobiliário

Existem muitas lições valiosas que podem ser facilmente aplicadas ao mercado imobiliário, especialmente para corretores que estão iniciando e dando os primeiros passos nesse momento. Mas, também, para aqueles que já estão a algum tempo no mercado e não podem se esquecer de verdades simples e que fazem a diferença nessa jornada.

Três lições importantes de sucesso que eu levo para minha vida e que eu gosto de ensinar às pessoas, são:

Primeira lição:

Preparo. Treino.

Eu tenho uma frase: é melhor você suar em treino, do que você sangrar em campo. É melhor suar em treino do que sangrar em campo.

Segunda lição:

Quando você é líder de uma equipe, ou quando você é dono de um negócio, quando você está com pessoas, elogie.

O que significa sangrar em campo? Não realizar sonho, não pagar conta, não atingir meta, não atingir objetivo, não sair do lugar.

Tem um livro que se chama Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, que revela que o elogio está entre os três melhores pilares. Por quê? Elogiar faz com que a pessoa tenha um gatilho mental de empoderamento, de autoestima, de melhoria. Portanto, elogie sempre, e elogie o seu cliente, elogie as pessoas que estão do seu lado. Bateu uma meta? Nem que seja pequena, bate palma e vamos comemorar.

Terceira e última lição:

Foque em fazer as primeiras vendas, foque em atingir a primeira meta.

Normalmente, as pessoas querem ganhar um milhão, e estão ganhando cinco, dez mil reais, então saia de cinco para dez, saia de dez para 50. Se eu não fiz nenhuma venda neste mês, foco na primeira venda, não é? Foque no primeiro estágio.

Isso é psíquico, a neurociência estuda isso, por isso que você tem que fatiar as suas metas e toda vez que você atingir uma meta, nem que seja pequena, você tem que comemorar.

O livro “Arrume a sua cama”, escrito pelo almirante William McRaven, ensina sobre como você levantar-se e arrumar a sua cama é importante.

Qual é o propósito de arrumar a cama? Ele fala que quando você acorda e realiza uma pequena atividade, o seu cérebro já coloca como uma das realizações, não importa o tamanho das realizações. E quando você já começa o dia realizando, você vai ter um dia muito mais produtivo.

Então, acorde já fazendo alguma coisa, arrume a cama, faça pequenas atividades e comemore essas pequenas atividades!

 

Edgar Ueda, fundador da Neximob, empresa de inteligência imobiliária, palestrante e escritor best-seller dos livros, Kintsugi – O poder de dar a volta por cima, Desvendando a caixa-preta do sucesso e O poder do método, Idealizador do Inside Imob, um dos maiores eventos de Inteligência Imobiliária da América Latina, idealizador do Podcast Inside Imob Cast.

Acesse: www.neximob.com.br / www.insideimob.com.br / www.opoderdometodomi.com.br / www.riconomercadoimobiliario.com.br

Siga nas redes sociais: @insideimob / @edgaruedaoficial

Marketing digital no mercado imobiliário: uma estratégia que não para de crescer

O Brasil tem hoje uma média de dois dispositivos digitais por habitante, incluindo smartphones, computadores, notebooks e tablets. Segundo uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas divulgada esse ano, o país terá 420 milhões de aparelhos digitais ativos em 2019. São 230 milhões de celulares, 10 milhões a mais que em 2018, e 180 milhões de computadores, notebooks e tablets. Esses números corroboram outro dado: que o setor de marketing digital é um dos que mais cresce no planeta e no Brasil também. Uma pesquisa divulgada pela IAB Brasil no ano passado, mostrou um estudo onde a publicidade digital avançou 25,4%, em 2017, saltando de R$ 11,8 bilhões (2016) para R$ 14,8 bilhões, e constatando que o investimento em marketing digital tem previsão de crescimento de 12% ao ano até 2021.

Como o mercado imobiliário está utilizando o marketing digital?

Diante desse panorama, o mercado imobiliário está utilizando cada vez mais recursos digitais para gerar negócios e aumentar os lucros. Ao apostar no marketing digital muitas empresas investem mais em leads, que nada mais é do que aquela pessoa que mostrou algum interesse na empresa ou serviço, ou seja, um potencial cliente propício a fechar negócio, ou não, que deixou informações para que entrem em contato. Glauco Farnezi, CEO do Facilita, diz que nunca se investiu tanto em marketing digital: “O custo médio por lead pago para as agências fica entre 50 e 100 reais, ou seja, as pessoas querem investir em marketing digital, gerar mais leads, mas quanto eu dou de retorno após o lead? A taxa de conversão fica entre 2% a 4% após o investimento de 100 reais em um lead, ou seja, apenas entre 2 e 4 pessoas vão gerar uma compra.”

As vantagens do marketing digital no mercado imobiliário

Uma campanha de marketing digital para o segmento imobiliário pode ser o diferencial entre o sucesso ou do fracasso do lançamento de um empreendimento, porque o investimento nesse tipo de estratégia tem superado o de outras áreas. Além disso, é fundamental a ponte entre o departamento de vendas e o de marketing, de preferência com os dados em uma plataforma onde todos possam acessar as informações sobre o cliente a qualquer momento na tela de um celular.  “Esse consumidor está acostumado com respostas rápidas, além de exigente ele está impaciente, então o corretor precisa atender as expectativas dele. São vários meios de comunicação, como whatsapp e facebook. Se o primeiro contato for respondido em até seis minutos, há uma chance maior dessa venda ser fechada. Na contramão dessa métrica, a média de resposta no Brasil é de cinco horas, sendo que cerca de 47% das mensagens não são respondidas”, alerta Glauco Farnezi.

Os números do marketing digital hoje para o segmento imobiliário

Glauco também ressalta que, segundo uma pesquisa da Mackenzie, o mercado de construção está em antepenúltimo no que diz respeito às vendas digitais. Fora do Brasil, 80% das vendas são feitas de forma digital e no Brasil esse número não chega a 30%. Usar o meio digital significa que os profissionais do mercado imobiliário podem criar métricas de acompanhamento, onde qualquer coisa pode ser medida e avaliada, como os resultados do trabalho realizado, os resultados do site, o comportamento dos visitantes, produtos e ofertas de maior apelo, para com os resultados em mãos conseguirem modificar o que não está trazendo resultado. Na mídia digital os investimentos podem ser direcionados de acordo com as métricas de retorno de cada anúncio, sejam eles em portais, links patrocinados, banners, vídeos ou redes sociais.

Como implementar o marketing digital em meus negócios imobiliários?

A estratégia de marketing deve contemplar ações integradas de comunicação com outras mídias também, para que uma ecoe na outra, seja online ou off-line. Afinal, para reforçar a marca com o público consumidor é preciso estar em vários lugares ao mesmo tempo, porque o marketing não é venda, é o posicionamento na mente do cliente, é quando a empresa consegue dialogar com esse cliente de diferentes formas e, isso sim, pode gerar a venda. Porém, é importante conhecer seu público para avaliar quais as melhores ferramentas a serem usadas, porque apesar de estar em uma rede a relação ali se dá com pessoas, a rede é apenas uma intermediária. Diante disso, é muito importante monitorar a reputação online da empresa e humanizar o atendimento feito nas ferramentas usadas, como corretor online e redes sociais, para que o consumidor possa expor suas expectativas e ganhar confiança na empresa para enfim comprar, vender ou alugar o seu imóvel.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br

Inteligência artificial no mercado imobiliário

Inteligência artificial e seus inúmeros benefícios para o mercado imobiliário

Será que a máquina vai substituir o homem no futuro? Essa pergunta ecoa na cabeça da humanidade desde a primeira revolução industrial até os dias de hoje. A cada avanço tecnológico vê-se um aumento não só do número de aparelhos eletrônicos, mas também de novas tecnologias a serem exploradas, novas ferramentas e sistemas que facilitam o trabalho humano e permitem que ele vá além. Um exemplo disso é a Inteligência Artificial (IA), que bem diferente do que se vê em filmes de ficção de científica, está mais próxima do cotidiano do que as pessoas imaginam. O Google, por exemplo, é capaz de fornecer resultados rapidamente para fazer suas buscas e o GPS calcula a melhor rota entre a partida e a chegada porque ambos usam IA.

Inteligência artificial
Mas o que realmente é a Inteligência Artificial e como ela funciona?

A inteligência artificial é um conjunto de tecnologias de análise e processamento de dados, onde um computador é capaz de cruzar milhares de variáveis, enquanto o ser humano em média apenas seis, e, a partir desses dados, extrair conhecimento de uma forma mais automática para tirar uma conclusão. Os modelos de IA tentam, na maioria das vezes, fazer uma predição ou previsão de futuro baseado em dados que aconteceram no passado. Diversas empresas já utilizam dessa inteligência para facilitar na hora de investir, inclusive para prever futuras ações do mercado imobiliário, onde os algoritmos analisados auxiliam a prever o preço e outras unidades imobiliárias na mesma área, e assim facilitam o investimento na hora da compra ou venda de algum imóvel.

As vantagens da Inteligência Artificial no mercado imobiliário

O uso da tecnologia vai trazer ainda mais mudanças para o mercado imobiliário, especialmente para o corretor de imóveis. Os bots, por exemplo, ajudam a atingir potenciais compradores através de plataformas de mídias sociais, especialmente nos anúncios visitados pelos potenciais compradores. Inserir geolocalização e exibição de similares de acordo com o perfil podem ser adicionados ao site ou aplicativo para celular, assim é possível exibir imóveis na região onde o usuário está passando no momento. Através do acompanhamento diário dos resultados obtidos com esses anúncios é mais fácil investir mais recursos onde existe um retorno melhor. Os corretores também podem obter dados mais robustos de um lead, onde a IA ajuda a contextualizá-los para que tenham informações necessárias para solidificar relações com seus possíveis clientes. Além disso, pode ajudar os corretores a preverem o que os compradores desejam e encontrar imóveis mais rapidamente de acordo com informações sobre suas preferências, afinal, a rede armazena dados sobre o comportamento de consumo como hábitos, gostos, rotinas e milhares de outras informações. O profissional economiza tempo e melhora sua parte estratégica, através de uma visão sobre a melhor forma de avaliação, abordagem, nutrição e fechamento.

A Inteligência Artificial também pode agilizar o processo de venda de imóveis, com a rápida digitalização de documentos de compra e venda, importando esses dados para uma plataforma de Gestão de Relacionamento com Cliente, ou CRM, onde ficam concentrados todos os procedimentos, permitindo que o profissional os acesse de qualquer lugar. Essa economia de tempo faz com que o corretor concentre seus esforços no fator humano. Os próprios chatbots, controversos ainda porque muitas perguntas requerem respostas humanas, ao responderem perguntas básicas dos clientes, permitem que os corretores se concentrem em um estágio mais avançado da negociação. 

Inteligência Artificial como nova aliada dos profissionais do mercado imobiliário

Apesar de todos esses avanços, ainda há um longo caminho a ser percorrido e, por mais que o computador possa assumir o lugar do ser humano em algumas ações, especialmente facilitando as mais difíceis, a compra e venda de imóveis é um processo emocional e os clientes querem a ajuda de um especialista. Porém, o Big Data, conjunto de dados armazenados que cria o banco de informações sobre os clientes, é fundamental para aqueles que desejam usar a tecnologia como aliada. As empresas e profissionais que usarem a Inteligência Artificial a seu favor vão se sobressair no mercado e, consequentemente, aumentar a carteira de clientes e o número de vendas.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br

Importância das empresas especializada em lançamento imobiliário

Quem olha o lançamento de um empreendimento, muitas vezes em um grande evento, não imagina o trabalho prévio para aquele momento acontecer e, mais que isso, para garantir que o investimento seja um sucesso. Escolher um local, uma cidade, um nicho específico de cliente requer um trabalho de inteligência imobiliária onde é muito importante entender o mercado antes de prospectar. A função de um lançamento imobiliário é chamar atenção para um novo empreendimento, onde é essencial a presença de um público direcionado, pessoas que demonstraram interesse prévio, corretores e consultores imobiliários, incorporadora, imprensa, investidores. Essa é uma das fases mais importantes, porque ali acontece a divulgação do projeto para um grande número de pessoas e a apresentação do começo das vendas em maior escala.

Entretanto, por quê o evento de lançamento é tão importante para os empreendimentos? 

“O lançamento tem um grande impacto na arrancada de um produto imobiliário. Se ele arranca bem, todo resto de lote que ficou do lançamento vai bem, os corretores que ficaram ali para trabalhar estoque estarão motivados, o comprador estará motivado, e com isso a saúde da carteira será melhor. Se você lançou mal, a tendência do seu empreendimento ir se arrastando por anos para finalizar a venda vai ser muito grande.” dispara Renan Magalhães, fundador da MasterGeo Engenharia e Planejamento. Para garantir o sucesso no logo no início, Renan destaca a importância de contratar uma empresa especializada em lançamentos, porque além de ter vivência de mercado constante é uma empresa que tem experiência de sucessos e de fracassos, afinal, quem faz lançamento vive disso: “Não existe mais profissional pato, o pato sabe nadar, sabe voar e sabe andar, mas não faz nenhum dos três direito. Na vida nós temos que ser águia, que voa de forma exímia como nenhum pássaro voa. Não dá pra fazer lançamento, gestão de estoque, marketing e no final não fazer nada.”

Evento de lançamento imobiliário
Quais as novidades para o segmento de lançamentos imobiliários?

A tecnologia é uma grande aliada em todas as etapas de um lançamento, as empresas especializadas além de possuírem know-how estão antenadas com as tendências do mercado e aproveitam todos os benefícios de tecnologias como inteligência artificial, business intelligence e marketing digital. Christian Barbosa, empresário e especialista em produtividade e alta performance, explica algumas vantagens proporcionadas por esses processos: “A inteligência artificial pode ser usada para descobrir qual o tipo de cliente ideal para um apartamento e você pode direcionar uma campanha de lançamento especificamente para aquele nicho. Quanto mais você tiver esses tipos de dados que dão o perfil do cliente, mais fácil fica de direcionar para um lançamento de padrão parecido. O business intelligence por si só permite que a imobiliária faça análises sobre seus padrões de vendas, perfis, momentos e ainda dá alguns insights de mercado. Hoje, o marketing digital tem muitas ferramentas que possibilitam, por exemplo, o entendimento do que funcionou e o que não funcionou pros próximos lançamentos no futuro com toda a estratégia do marketing digital de lançamento.”

Como faço para ter um lançamento imobiliário de sucesso?

Cristiano Rabello, CEO do Grupo Prospecta Inteligência, é categórico ao dizer que é fundamental entender um mercado antes de prospectar e que para isso é preciso entender basicamente três grandes pontos. Ele explica que primeiro é preciso entender a dinâmica econômica da região, a geração de riqueza, sobretudo se existe relação entre a cidade e as cidades circunvizinhas, porque a partir do momento que se consegue entender se a cidade pode crescer dá para avaliar se vale à pena investir. Para ele é uma questão matemática, para ofertar um produto é preciso ter gente que compre. Cristiano fala que a segunda variável é entender a demanda e o perfil sócio demográfico, com características como idade e quantidade de pessoas economicamente ativas, porque entendendo a capacidade de renda é possível entender quanto pode custar um produto levando em consideração a capacidade de compra, ou seja, quanto as pessoas podem pagar. Depois dessas etapas, Cristiano afirma que nesse primeiro momento dá para entender que preço não é o empreendedor que faz, preço é algo que tem que ser construído levando em consideração a capacidade de endividamento de quem vai comprar. Um trabalho minucioso que deve ser feito por quem entende exatamente como funciona e conhece cada detalhe.

Cristiano aponta que a terceira parte é entender a oferta: “Olha só que interessante, entendendo a dinâmica econômica, vendo como a cidade se comporta, eu consigo entender quanto que eu posso cobrar pelo imóvel. Através do mapeamento da demanda eu consigo entender quantas famílias estão seccionadas em cada classe social. Posteriormente, eu vou ver através da oferta qual parte dessa demanda já foi atendida e aí eu consigo encontrar o grande filão, se existe ou não demanda reprimida, que é a demanda não atendida. Não adianta eu ofertar produto em uma região que não tem demanda reprimida. Não importa se o produto é o top da galáxia, ele vai ficar no estoque. São as três variáveis básicas de entender antes de empreender, se você não entender disso não empreenda, porque empreender no mercado imobiliário e fazer um lançamento bem sucedido não é para amadores.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br

Crowdfunding Imobiliário: uma excelente opção de investimento

Não é de hoje que o termo crowdfunding, ou financiamento coletivo, vem se popularizando aqui no Brasil e a modalidade tem se espalhado em diferentes áreas do mercado. Crowdfunding é o financiamento de uma iniciativa a partir da colaboração de um grupo de pessoas que investem recursos financeiros, geralmente em projetos ou empresas, por meio de uma plataforma online. Recentemente, esse tipo de financiamento tem se tornado uma tendência no mercado imobiliário e que está crescendo cada vez mais. O crowdfunding imobiliário é uma nova modalidade de investimento, onde um grupo de pessoas se reúne para financiar um empreendimento imobiliário.

Certo, mas o que o Crowfunding tem a ver comigo? 

Antes isso estava restrito a pessoas com grande capital de giro e não havia a possibilidade de se investir logo no início do empreendimento. A plataforma rompe com esse modelo e coloca o investidor justamente nesse momento, onde é possível investir diretamente no empreendimento valores a partir de mil ou cinco mil reais, dependendo da plataforma, que funciona apenas como intermediária sem cobrar taxas desse investidor, com todas as operações realizadas online. Desde julho de 2017 existe uma regulamentação da Comissão de Valores Imobiliários com regras a serem seguidas, homologada na Instrução CVM 588, sobre crowdfunding de investimentos, onde o crowdfunding imobiliário se enquadra junto com o de start ups.

Crowdfunding imobiliário
O que esperar desse novo meio de investir?

Francisco Perez, diretor de investimentos da Glebba, destaca que a modalidade é uma alternativa na busca por investimentos novos: “Um empreendimento médio rende cerca de 15% ao ano, ou seja, se a pessoa investiu 5 mil poderá ter 5.750 no final do ano, sendo que os prazos para a retirada do dinheiro variam entre 18, 24 e 36 meses. Comparando com outros investimentos ele é muito vantajoso e atrativo, já que rende cerca de 200% a mais que o CDI.” Francisco destaca ainda que investir em renda fixa sempre foi um bom negócio, mas após a queda da taxa Selic, que tem se mantido a 3% ao ano, o retorno está muito baixo. Já os fundos imobiliários implicam em uma perda de dinheiro do investidor, que precisa pagar taxa de administração e retorno para o gestor do fundo. Porém, ele alerta que a recomendação é que o investidor diversifique suas apostas em fundos imobiliários, no próprio tijolo e em crowdfunding imobiliário, onde o ideal é não colocar tudo no mesmo empreendimento e sim investir em modelos diferentes.

Como todo tipo de investimento, existem dois níveis de risco nessa modalidade: o risco de performance e o risco de crédito. Para mitigar o risco de performance, a Glebba faz análises mercadológicas, jurídicas e financeiras. Eles analisam se a região do empreendimento comporta o preço e se ali terão demandas por aquelas unidades. Depois eles olham se a regulamentação está toda em dia juridicamente, para validar a isenção do CNPJ e do SPE de possíveis débitos e processos. Com essas análises em mãos, eles mandam para uma curadoria operacional que conhece profundamente o mercado imobiliário e eles dão um double check. Sobre o risco de crédito, que está associado à performance de vendas, Francisco ressalta: “Há um risco em relação à liquidez do metro quadrado, porque se a incorporadora fizer uma estimativa e esse preço for abaixo do esperado na hora da venda, o que pode acontecer por diferentes motivos, o investidor vai ter um retorno abaixo do esperado.”

Quais as vantagens do Crowdfunding Imobiliário?

O mercado de crowdfunding imobiliário está em franca expansão e tem se mostrado uma forte tendência. A Glebba, por exemplo, tem crescido dois dígitos ao mês, tanto na adesão de investidores se cadastrando quanto no aumento de investimentos. A segurança após a regulamentação da CVM em julho de 2017 ajudou a aumentar o número de adesões, assim como a queda da taxa Selic. Além de serem uma opção de funding boa, eles identificaram que a plataforma é um engajamento do investidor com a incorporadora, uma forma de engajar esses investidores no empreendimento, o que faz com que o funding venha acompanhado de uma estratégia de marketing. O mercado imobiliário só tem a comemorar.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br

Business Intelligence novo aliado ao mercado imobiliário

Análises de mercado apontam que empresas podem comprometer a lucratividade e serem ultrapassadas pela concorrência se não usarem tecnologia no negócio. Apesar de no século XXI essa afirmação parecer meio óbvia, afinal, ela está em praticamente tudo, com o crescimento tecnológico acelerado existem cada vez mais soluções e, diante de tantas ferramentas e plataformas específicas, qual das opções se adequa melhor à sua empresa? O Business Intelligence, chamado também de inteligência de negócios, tem se destacado em diferentes áreas, e seu uso tem aumentado bastante no mercado imobiliário.

Mas, afinal, o que é Business Intelligence? 

Business Intelligence é uma tecnologia usada para armazenar, acessar, organizar e analisar dados para ajudar uma empresa a tomar decisões mais acertadas, onde um conjunto de técnicas e ferramentas auxiliam na transformação de dados brutos em informações significativas e, apesar desses dados virem de análises feitas por pessoas, eles são organizados em um sistema. Os relatórios gerenciais de BI descrevem situações passadas, em consultas que permitem a definição de variáveis e cruzamentos de informações de diferentes áreas da empresa. Esse tipo de cultura auxilia na otimização do trabalho, permite a redução de custos e aumenta a produtividade, além de possibilitar previsões de crescimento e contribuir para a elaboração de estratégias.

Business Intelligence
E como o Business Intelligence pode ser aplicado no mercado imobiliário?

O uso do BI ganha cada vez mais espaço no mercado imobiliário, em um momento que todos estão querendo se destacar em meio à concorrência, já que pode transformar o fluxo de informações constantes em indicadores de performance, onde dados recebem o tratamento necessário para fornecerem informações valiosas para que se crie processos mais assertivos. Uma rede imobiliária, por exemplo, consegue consolidar os dados espalhados em infinitas planilhas de cada filial, cruzar as informações de todas as áreas, desde as despesas administrativas até o faturamento final, e com isso otimizar os processos internos e tornar a administração mais dinâmica.

Com todo o arsenal de informações relevantes as plataformas permitem que o mercado imobiliário consiga tomar decisões importantes, acompanhar métricas e dados do setor, ou até mesmo gerar argumentos de venda para os corretores de imóveis. Com o uso da inteligência de mercado é possível monitorar, segmentar e desenvolver diversos comparativos e análises de dados para situações como compra de terrenos, VGV médio de uma região, bairros e cidades favoráveis, liquidação de estoques, velocidade de vendas, entre outros.

Por que devo utilizar BI?

Portanto, são inúmeros os benefícios que o uso da inteligência de mercado pode proporcionar após sua implementação, como: redução de tempo, redução de custos, otimização da organização, eliminação de duplicação de tarefas, fechamento contábil mais rápido, cruzamento das despesas administrativas com o faturamento, previsão de crescimento da empresa, contribuição para elaboração de estratégias, avaliação da performance dos colaboradores e equipes, melhoria da produtividade, entre tantos outros. O uso correto da combinação de ferramentas de BI feito por profissionais capacitados tem trazido cada vez mais benefícios para o mercado imobiliário.

Por @insideimob

Gostou?

Então nos siga nossas redes sociais @insideimob @neximob

Mais informações nos sites www.insideimob.com.br e www.neximob.com.br